Relatório Anual e de Sustentabilidade 2014


Página Anterior
2 - Insumos agrícolas de alta qualidade para alimentação animal
Próxima Página
4 - Transporte agropecuário
Qualidade e Segurança dos Produtos

3 - Melhores práticas na criação animal

Em 2014, a JBS Foods desenvolveu um projeto que solidificou a operação e permitiu ganhos na qualidade dos produtos por meio da revisão de procedimentos e padrões de criação animal, da identificação de melhores práticas, do treinamento de funcionários e produtores integrados e da busca de oportunidades para a melhoria contínua dos processos para atingir desempenho zootécnico de excelência em suas granjas próprias e em seus mais de 10.000 produtores integrados de aves e suínos.

Isso foi possível pela revisão das estruturas e das premissas operacionais para a agropecuária, contando com as sinergias produzidas, advindas do conhecimento de profissionais de diferentes culturas e processos.

Além disso, na agropecuária, a JBS Foods focou também na estruturação dos processos de pesquisa, para assertividade das decisões e captura de novas oportunidades, e a modernização dos processos produtivos e dos parceiros para a excelência das operações. Com isso, a Companhia pode identificar as melhores práticas para ganhar eficiência e assegurar qualidade, bem estar animal e segurança alimentar.

Essas quatro palavras-chave, que orientaram o ano, foram alcançadas por princípios básicos adotados na criação dos animais e monitorados continuamente pela equipe técnica da JBS Foods.

Neste sentido, citamos a seguir alguns fundamentos e ações estratégicas conduzidas durante o ano de 2014:

Todas as linhas de frango da Companhia são desenvolvidas a partir das melhores práticas de criação animal e livres de hormônios conforme determinado pela legislação brasileira.

Essas práticas são adotadas em nossas granjas e por todos os produtores integrados à Companhia, que são orientados por meio de documentos denominados Orientações Técnicas (OTs), fichas de acompanhamento do lote, manual de controle de pragas, formulário para acompanhamento de manutenção dos equipamentos da granja, de limpeza da granja e de Segurança e Emergência.

Os produtores integrados recebem assistência técnica e treinamento, além de serem periodicamente visitados pela equipe tecnica de maneira rotineira. Nesta equipe estão aproximadamente 300 profissionais de campo da JBS Foods, que verificam se a prática está de acordo com os princípios exigidos pela Companhia e orientando aos produtores nas melhores práticas. Em 2014, foram realizadas mais de 250 mil visitas.

Iniciativas para o Bem-estar Animal

A JBS Foods acredita que as melhores práticas de bem estar animal são também as melhores práticas para o sucesso nas suas operações. Assim, as adota juntamente a técnicas de produção alinhadas ao bem-estar animal em suas granjas e em seus integrados, e tem como princípio e política em toda a sua operação o atendimento aos princípios do abate humanitário. Esse é um aspecto fundamental para a companhia, que trata o tema com extremo rigor desde a produção dos pintos e leitões até o momento do abate dos animais.

Em todas as suas unidades de processamento, a Companhia adota conceitos técnicos e religiosos (para mercados específicos), buscando atender condições aos rigorosos princípios de liberdade animal.

Bem-estar Animal na Suinocultura

A carne de suínos produzida pela JBS S.A. atende a uma base de clientes diversificados, os quais solicitam uma ampla gama de atributos para os produtos, incluindo carne suína sem ractopamina, carne suína premium e carne produzida com base em diferentes sistemas de produção. A Companhia origina suínos de produtores independentes, produz em parceria com produtores integrados e em granjas próprias. Dentre os diferentes sistemas de produção de suinos, estão sistemas convencionais de gestação, sistema com gestação coletiva e sistemas mistos. A JBS alinha a qualidade dos produtos e dos processos de produção conforme demanda dos clientes. Em todas as operações, a interação humana responsável é o factor mais importante para salvaguardar o bem-estar animal. No tocante a gestação coletiva a Seara tem investido em projetos novos e em adequações para aumentar a produção em baias coletivas. Hoje, possui mais de 40% da sua cadeia de fornecimento adaptada para este sistema. Novos projetos ou ampliações são construídos seguindo este padrão e em adicional, a empresa irá investir na adequação de todas as suas granjas próprias até 2016. Também continuará apoiando seus parceiros, para viabilizar as transformações para a gestação coletiva. Estamos preparados para atender a demanda de nossos clientes e trabalhando para adequar os processos, buscando assegurar a qualidade, não agregar custos aos produtos e a sociedade e tendo em consideração a sustentabilidade dos fornecedores.

Aves

Todas as aves são criadas em ambiente climatizado, com as melhores condições de iluminação, ventilação, temperatura e higiene.

O processo de debicagem não é realizado em granjas de corte. Nas granjas de produção se utiliza de procedimento a laser apenas em machos, evitando que a fêmea seja machucada durante a reprodução sexual. Essa prática é a mais moderna hoje praticada no mercado e está em linha com as práticas de bem estar animal.

Suínos

O corte de dentes não é uma prática empregada em granjas produtoras de leitões da JBS Foods. Adaptações no manejo permitiram o abandono dessa prática. Somente em situações especificas é realizado desgaste das pontas dos dentes, processo com mínimo de desconforto aos animais e de grande contribuição para a qualidade e bem estar dos próprios leitões e de suas mães.

O corte de cauda ainda é utilizado com o objetivo de evitar problemas nos suínos adultos, uma vez que a manutenção do rabo intacto pode facilitar a prática de canibalismo entre os animais. Esse procedimento por isso é reconhecido internacionalmente como a melhor prática para garantir a produção dentro dos padrões modernos de bem estar animal.

Em relação a castração cirúrgica, essa prática também não é corrente nos processos de produção de leitões na JBS. A prática corrente é o procedimento imunológico.

Os motoristas e equipes responsáveis pelo transporte dos animais são orientados de acordo com as melhores práticas de transporte seguro, com o objetivo de garantir a segurança nas estradas e o bem estar animal durante o tráfego. Em 2014, não foi registrado nenhum acidente na frota em atuação a serviço da Companhia.


Portfólio de marcas diversificado

Confiança